Coronavírus

Investigadores portugueses criam tecnologia que elimina a presença do novo coronavírus do ar

O sistema utiliza emissões ultravioleta para inativar as partículas de vírus.

Especial Coronavírus

Num centro de inovação em Oliveira do Hospital foi criada uma tecnologia que promete eliminar a presença do novo coronavírus do ar, em espaços como aeroportos, quase na totalidade.

Segundo os investigadores, a sistema tem mais de 99% de eficiência, em apenas um minuto, e a aplicação do sistema pode mudar radicalmente a qualidade do ar em transportes coletivos como autocarros, comboios ou aviões. É também adaptável a espaços amplos como aeroportos, hospitais ou mesmo escolas.

A tecnologia ATmicroprotect pode ser usada para controlar vários tipos de vírus e bactérias. O desenvolvimento começou em meados de março no centro de investigação BLC3, numa parceria com as faculdades de farmácia de Coimbra e Lisboa, e o departamento de física da Universidade do Minho.

  • Medo, solidão e falta de afetos: como a pandemia lhes mudou a vida

    Coronavírus

    No Dia Internacional do Idoso, contamos a história de duas pessoas que têm em comum a solidão. A de Zulmira Marques, de 92 anos. Há 6 meses era alegre e passeava com as amigas quase todos os dias. Depois veio a pandemia e ficou “completamente sozinha” durante três meses. Agora não quer sair de casa. Tem vários medos. A outra é a de Maria do Céu. Morreu em junho, aos 87 anos. Os últimos dias de vida foram passados numa cama de hospital. Não pôde despedir-se das duas filhas.

    Rita Rogado