Coronavírus

"Médicos foram coagidos e intimidados para exercer a sua profissão no lar de Reguengos" 

As declarações do Sindicato Independente dos Médicos do Alentejo. 

Especial Coronavírus

Armindo Ribeiro, secretário regional do Sindicato Independente dos Médicos do Alentejo, explicou esta terça-feira na Edição da Noite, da SIC Notícias, os pormenores sobre as ameaças de que foram alvo os médicos que se recusaram a trabalhar no lar de Reguengos de Monsaraz.

O surto de covid-19 num lar em Reguengos de Monsaraz matou 18 idosos. O Ministério Público abriu uma investigação.

Armindo Ribeiro diz que os médicos que trabalham no Alentejo foram "coagidos e intimidados para exercer a sua profissão" no lar.