Coronavírus

Marcelo não afasta hipótese de novo estado de emergência

JOSÉ COELHO

"As autoridades tomarão as medidas que forem necessárias", afirmou o Presidente da República.

Especial Coronavírus

O Presidente da República afirmou esta sexta-feira que as autoridades tomarão as medidas que forem necessárias, quando questionado sobre a possibilidade de um novo estado de emergência.

Marcelo Rebelo de Sousa nã quer "fazer especulações", mas não rejeita o cenário, garantindo que tem a certeza que o que for necessário decidir será decidido. Enquanto Portugal continua em situação de contingência, o Presidente pede para os portugueses continuarem a ter comportamentos preventivos.

Orçamento do Estado: após pressão na esquerda, Marcelo fala para a oposição

Esta sexta-feira, Marcelo Rebelo de Sousa voltou também a falar sobre o Orçamento do Estado para 2021, um assunto no qual tem insistido ao longo de toda a semana. Se começou por pedir aos parceiros do Governo para viabilizarem o documento - os partidos de esquerda - agora é a vez de chamar o principal partido da oposição ao debate.

Para o Presidente, é importante afastar qualquer cenário de crise política provocado por uma crise orçamental. Marcelo sublinhou que, se a esquerda não colaborar, o PSD deve viabilizar o documento.

Novo Banco: comissão de inquérito cabe aos deputados

Na ordem do dia está também a aprovação do inquérito parlamentar sobre o Novo Banco, que Marcelo Rebelo de Sousa se recusou a comentar, deixando o trabalho para os deputados da Assembleia da República.

A proposta de Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) ao Novo Banco aprovada foi apresentada pelo Bloco de Esquerda (BE) e obeteve o consenso de todas as bancadas partidárias do hemiciclo, enquanto as de Chega, Iniciativa Liberal e PS foram alvo de críticas.

Portugal regista mais 5 mortes e 899 casos de Covid-19

A Direção-Geral da Saúde anunciou esta sexta-feira a existência de um total de 1.936 mortes e 72.055 casos de covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

O número de mortes subiu de 1.931 para 1.936 , mais 5 do que na quinta-feira. O número de infetados aumentou de 71.156 para 72.055, mais 899.

Nas últimas 24 horas registaram-se mais 36 internamentos, aumentando para 624 o número de pessoas com covid-19 internadas nos hospitais, enquanto foi registado um aumento de um utente nos cuidados intensivos, num total de 86.

Rafael Marchante