Coronavírus

Trump sai do hospital e anuncia voltar em breve à campanha

Jonathan Ernst

O Presidente norte-americano esteve internado devido à covid-19.

Especial Coronavírus

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, saiu esta segunda-feira à noite do hospital militar de Walter Reed em Bethesda, no estado americano de Maryland, depois de ter ficado internado durante três dias por estar infetado com o novo coronavírus.

Usando máscara, Donald Trump percorreu a pé a curta distância entre a porta do hospital e o carro oficial que o levará ao helicóptero que o conduzirá à Casa Branca.

Levantando várias vezes o punho cerrado e o polegar em sinal de força e de que está tudo bem, o chefe de Estado ignorou as perguntas dos jornalistas que o questionaram sobre o número de pessoas atualmente infetadas na Casa Branca e sobre se se considerava um supertransmissor de covid-19.

Catorze minutos antes da saída, Trump anunciou que iria retomar a campanha eleitoral para as presidenciais dos EUA.

No Twitter, o presidente também disse que as sondagens "falsas" e que as "fake news" serão ultrapassadas com o regresso à campanha.

Donald Trump foi levado para o Casa Branca de helicóptero.

O Marine One aterrou na Casa Branca pouco antes das 19 horas de segunda-feira (24 horas de Lisboa).

À chegada Donald Trump indicou que se sentia "muito bem" por estar de regresso à Casa Branca, tendo depois, subido para a varanda do Pórtico Sul, onde tirou a máscara, que enfiou no bolso, e levantou ambos os polegares em sinal de que estava bem.

Biden critica Trump por continuar a desvalorizar a covid-19

"Não tenham medo da Covid. Sinto-me melhor do que há 20 anos"

Trump tinha anunciado no Twitter que, ainda esta segunda-feira, teria alta hospitalar.

"Vou deixar o Centro Médico de Walter Reed hoje às 18h30 (23h30 em Lisboa). Sinto-me muito bem! Não tenham medo da Covid. Não deixem que domine as vossas vidas. A administração Trump desenvolveu medicamentos de qualidade e conhecimento. Sinto-me melhor do que há 20 anos!", escreveu Trump.

Os médicos do Walter Reed confirmaram minutos depois que Trump está sem febre há mais de 72 horas e que vai esta segunda-feira para casa.

Na sexta-feira de madrugada, Donald Trump anunciou, também no Twitter que, tal como a primeira-dama, Melania, tinha testado positivo à Covid-19 e que iria ficar em quarentena. Horas depois, foi internado por "precaução" no Hospital Militar Walter Reed.

O Presidente norte-americano tem 74 anos e é clinicamente obeso, o que o coloca em maior risco de complicações graves por causa do novo coronavírus.

Leah Millis

No domingo, a equipa de médicos que está a acompanhar o Presidente norte-americano tinha admitido que se Trump continuasse a melhorar o estado de saúde, poderia ter alta hospitalar nas próximas 24 horas.

Também os senadores republicados Tom Tilis, Mike Lee e Ron Johnson foram diagnosticados, bem como o diretor de campanha, Bill Stepien, a antiga conselheira Kellyanne Conway, a porta-voz da Casa Branca, Kayleigh McEnany, e três jornalistas acreditados para trabalhar na Casa Branca.