Coronavírus

Cristiano Ronaldo Infetado. “Houve uma meia surpresa”, diz Joaquim Rita

O comentador relembra que a principal preocupação da equipa médica é saber “em que circunstâncias é que o jogador pode ter sido afetado”.

Especial Coronavírus

Cristiano Ronaldo testou positivo para a Covid-19, esta terça-feira, num teste de rotina feito aos jogadores da seleção nacional. Joaquim Rita, comentador da SIC Notícias, considera que “houve uma meia surpresa”.

“Havia uma indicação de que um jogador da seleção poderia estar infetado e é essa a razão que levou a um adiamento quer da conferência de imprensa, quer do treino da manhã”, disse o comentador à Edição da Tarde.

Sem sintomas da doença, o capitão da seleção nacional está a cumprir isolamento. Os restantes jogadores e staff foram também testados, tendo todos eles recebido resultados negativos.

“A dúvida que se coloca é onde e em que circunstâncias é que o jogador pode ter sido afetado. Esse é o problema com o qual nesta altura se debate o departamento médico da seleção”, acrescenta o comentador.

Cristiano Ronaldo é o terceiro jogador da seleção nacional a testar positivo, depois do defesa central José Fonte e do guarda-redes Anthony Lopes.

Jogo contra a Suécia

O treino desta manhã, que foi entretanto adiado, fazia parte da preparação da equipa das Quinas para jogar contra a Suécia, na quarta-feira, a contar para a Liga das Nações. Cristiano Ronaldo deixa de ser uma opção para Fernando Santos.

Para Joaquim Rita, "não é agradável" a seleção nacional vêr-se obrigada “a prescindir do seu melhor jogador", destancando o efeito que poderá ter nos restantes jogadores.

O comentador acredita que o selecionador pode “extrair mais dos outros jogadores em razão da ausência do capitão”, incentivando a equipa a conseguir “uma vitória para oferecer a Cristiano Ronaldo”.

A seleção defrontou este domingo a França, numa partida que terminou em empate.