Coronavírus

Autoridades de saúde validam testes rápidos à Covid-19 para doentes sintomáticos

Nguyen Huy Kham

Testes não vão ser feitos em doentes assintomáticos.

Especial Coronavírus

A Direção-Geral da Saúde (DGS), o Infarmed e o Instituto Ricardo Jorge validaram esta quarta-feira o recurso a testes rápidos à Covid-19, mas apenas em doentes que apresentem sintomas da doença.

Estes testes não vão ser feitos em doentes assintomáticos porque podem dar resultados errados.

Portugal regista mais 7 mortes e 2.072 novos casos de Covid-19

Portugal contabiliza esta quarta-feira mais 7 mortos relacionados com a Covid-19 e 2.072 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 2.117 mortes e 91.193 casos de infeção, estando ativos 34.583 casos, mais 1.619 do que na terça-feira.

Governo ativa estado de calamidade em todo o país

O Conselho de Ministros decidiu esta quarta-feira elevar o nível de alerta em todo o território para estado de calamidade. Numa comunicação ao país, o primeiro-ministro classificou a evolução da pandemia no país como “grave”.

A partir das 24h00 de hoje entram em vigor uma série de novas medidas para controlar a propagação da pandemia. São elas:

  • Proibição de ajuntamentos na via pública de mais de 5 pessoas. Limitação aplica-se também a espaços comerciais e de restauração.

  • Limitação a máximo de 50 pessoas em eventos de natureza familiar como casamentos e batizados.

  • Proibidos festejos académicos e atividades de caráter não letivo.

  • Reforço das ações de fiscalização das forças de segurança e ASAE.
  • Agravamento até 10 mil euros das coimas às pessoas coletivas que não cumpram regras de lotação e distanciamento.