Coronavírus

"A culpa é toda minha". Costa pede desculpa por erros na comunicação das medidas

Em causa estão as exceções nas medidas do estado de emergência.

Especial Coronavírus

O primeiro-ministro anunciou esta quinta-feira que os estabelecimentos comerciais e a restauração vão ter de fechar às 13h nos próximos dois fins de semana e só poderão abrir às 8h, como parte das medidas do estado de emergência, imposto face à pandemia de covid-19.

O esclarecimento de António Costa surge depois da polémica com o Pingo Doce, que anunciou que ia abrir as suas lojas às 6h30 nos próximos dois fins de semana. Entretanto, a Jerónimo Martins já recuou e anunciou manter o horário habitual de abertura.

Na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros, o chefe de Governo reconheceu que a culpa era sua e pediu desculpa:

"A culpa é toda do mensageiro (…) Nada como vir aqui corrigir a mensagem."

António Costa anunciou ainda que sete concelhos saíram do mapa de risco e 77 entraram na lista.