Coronavírus

Câmara de Lisboa proíbe abertura de hipermercados às 6:30

JOSÉ COELHO

Só vão poder abrir às 8:00 nos próximos fins de semana.

Especial Coronavírus

A Câmara Municipal de Lisboa rejeita a abertura de superfícies comerciais a partir das 6:30 nos próximos dois fins de semana e os hipermercados só vão poder abrir às 8:00.

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, explicou a decisão em direto na SIC Notícias:

De acordo com uma informação enviada pela autarquia, "tendo vindo a público a intenção de algumas grande superfícies comerciais abrirem às 06:30 da manhã nos próximos fins de semana, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa emitiu hoje um despacho clarificando que o horário de abertura dos estabelecimentos comerciais nos próximos dois fins de semana será às 08:00 da manhã".

A Câmara de Lisboa informa ainda que não será "aceite a abertura antecipada antes dessa hora a qualquer estabelecimentos comercial ou de venda a retalho".

Na quarta-feira, a Jerónimo Martins anunciou que iria antecipar a abertura da "maioria das suas lojas" Pingo Doce para as 06:30, no fim de semana, devido às limitações de circulação impostas devido à pandemia de covid-19, para evitar a concentração de pessoas durante a manhã.

Na madrugada de domingo, após uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros, o primeiro-ministro, António Costa, anunciou que a circulação estará limitada nos próximos dois fins de semana entre as 13:00 de sábado e as 05:00 de domingo e as 13:00 de domingo e as 05:00 de segunda-feira nos 121 concelhos de maior risco de contágio pelo novo coronavírus.

Segundo o decreto que regula a aplicação do estado de emergência decretado pelo Presidente da República, que entrou em vigor na segunda-feira, são permitidas as "deslocações a mercearias e supermercados e outros estabelecimentos de venda de produtos alimentares e de higiene, para pessoas e animais".

Nestes estabelecimentos, lê-se no diploma, "podem também ser adquiridos outros produtos que aí se encontrem disponíveis".