Coronavírus

Jerónimo diz que "estão garantidas as condições" para a realização do congresso do PCP

O número de delegados foi reduzido a metade, passando a 600.

Saiba mais...

"Assumimos a responsabilidade, cumprimo-la"

Já são conhecidas as medidas de higiene e segurança para a realização do congresso do PCP, no pavilhão Paz e Amizade, em Loures.

Foram implementados circuitos de entrada, saída e circulação no espaço e não haverá convidados.

O número de delegados foi reduzido a metade, passando a 600.

Jerónimo de Sousa garante que o congresso do PCP vai cumprir as regras definidas pelas autoridades de saúde.

Governo defende legalidade do congresso do PCP e lembra que lei em vigor é de Cavaco

O ministro da Administração Interna defendeu esta sexta-feira a plena legalidade da realização do congresso do PCP mesmo em período de estado de emergência, lembrando que a lei em vigor foi aprovada em 1986, com Cavaco Silva primeiro-ministro.

Esta posição de Eduardo Cabrita em relação ao Congresso Nacional do PCP, que se realizará em Loures, distrito de Lisboa, entre 27 e 29 deste mês, foi transmitida momentos antes de PS e PSD terem aprovado o decreto presidencial para a renovação do estado de emergência em Portugal, a partir de terça-feira, por mais 15 dias, para permitir medidas de contenção da covid-19.

Após o PSD ter feito uma intervenção de crítica cerrada ao Governo pelo facto de os comunistas se preparem para realizar um congresso em pleno estado de emergência, o ministro das Administração Interna contrapôs que "a pandemia não suspende a democracia".