Coronavírus

Vacina contra a Covid-19. União Europeia quer garantir dois mil milhões de doses

Foram fechados seis acordos com farmacêuticas e estão a ser negociadas as condições com a Novavax.

Saiba mais...

Com o acordo fechado com a Moderna - e outro a caminho com a norte-americana Novavax - a União Europeia estima chegar aos dois mil milhões de doses entras a várias vacinas contra a Covid-19. No entanto, ainda falta a Agência Europeia do Medicamento aprovar os fármacos.

As doses dos seis acordos já fechados – o sétimo ainda está em negociações – serão distribuídas pelos 27 estados membros. No entanto, ainda não há data para iniciar a vacinação, uma vez que a entrega depende da aprovação pelo regulador europeu do medicamento.

Até que isso aconteça, os países vão criando o plano de distribuição e a logística de armazenamento das vacinas. A Alemanha não quer perder tempo e já tem o plano definindo. Também Espanha apresentou o plano nacional de vacinação que deverá ser iniciado em janeiro.

Espanha vai dividir a população em 18 grupos, vacinados nos 13 mil centros de saúde do país, à medida que vão chegando as doses das vacinas. Esperam receber doses suficientes para vacinar 80 milhões de pessoas, numa população de menos de 50 milhões. O excedente é para partilhar com outros países.

Na Rússia, a vacina Sputnik já está a ser aplicada em massa, mesmo sem ter sido terminada a fase três dos ensaios clínicos. Uma decisão que tem sido criticada por parte dos cientistas ocidentais que acusam o consórcio russo de recorrer a atalhos e não partilhar informações.