Coronavírus

Covid-19 em França. Descida de novos casos abre possibilidade para o fim do confinamento no Natal

O Governo francês decidiu reabrir o comércio não essencial para salvar a economia.

Saiba mais...

França tem registado uma descida significativa no número de novos casos de Covid-19 e o Governo prepara-se para levantar o confinamento poucos dias antes do Natal. Nos próximos dias vão também ser levantadas restrições para salvar a economia.

O comércio não essencial vai poder reabrir a partir do próximo sábado, mas o recolher obrigatório a partir das 21h00 mantém-se. Para compensar as perdas registadas, o ministro da Economia admite abertura do comércio aos domingos até ao Natal.

O fim do confinamento a 15 de dezembro depende dos números: se os novos casos baixarem até aos 5.000, o Governo admite terminar com a restrição à liberdade e permitir viagens pelo país. As festas de Natal e passagem de ano serão permitidas sem recolher obrigatório.

No entanto, as consoadas com muitas pessoas estão desaconselhadas. Ainda não foi definido um número máximo de pessoas.

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros