Coronavírus

Covid-19 em França. Descida de novos casos abre possibilidade para o fim do confinamento no Natal

O Governo francês decidiu reabrir o comércio não essencial para salvar a economia.

Especial Coronavírus

França tem registado uma descida significativa no número de novos casos de Covid-19 e o Governo prepara-se para levantar o confinamento poucos dias antes do Natal. Nos próximos dias vão também ser levantadas restrições para salvar a economia.

O comércio não essencial vai poder reabrir a partir do próximo sábado, mas o recolher obrigatório a partir das 21h00 mantém-se. Para compensar as perdas registadas, o ministro da Economia admite abertura do comércio aos domingos até ao Natal.

O fim do confinamento a 15 de dezembro depende dos números: se os novos casos baixarem até aos 5.000, o Governo admite terminar com a restrição à liberdade e permitir viagens pelo país. As festas de Natal e passagem de ano serão permitidas sem recolher obrigatório.

No entanto, as consoadas com muitas pessoas estão desaconselhadas. Ainda não foi definido um número máximo de pessoas.

  • "Não sabia como ia acordar. Estava muito assustada"

    Coronavírus

    Rita, Filipa e Andreia conviveram de perto com o coronavírus, cada uma com experiências diferentes. O marido de Andreia esteve internado duas semanas com covid-19 e a filha também esteve infetada, em junho do ano passado. A Rita, a Filipa e a família de ambas estiveram infetadas no último mês. Os sintomas foram ligeiros, mas as preocupações iam além disso. À SIC Notícias, falaram sobre os receios que sentiram e de como ultrapassaram os dias difíceis.

    Exclusivo Online

    Rita Rogado