Coronavírus

Apoio SURE. Chega a Portugal a primeira tranche da União Europeia

Este mecanismo pretende apoiar as empresas e atenuar os riscos de despedimento.

Saiba mais...

Portugal recebe esta terça-feira a primeira tranche do programa SURE, um mecanismo da União Europeia (UE) para financiar medidas de apoio às empresas e ao trabalho. Esta primeira tranche de 3.000 milhões de euros tem como objetivo atenuar os riscos de desemprego em contexto de pandemia.

No total, Portugal irá receber 5.900 milhões de euros. O dinheiro do SURE irá financiar o aumento da despesa pública causado pelos mecanismos extraordinários de apoio ao trabalho e às empresas para atenuar os riscos de desempregos, tais como o lay-off simplificado.

Este mecanismo destina-se a subsidiar os salários para que as empresas sobrevivam até a crise sanitária terminar. Ursula Von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, apelou às empresas que não despedissem os trabalhadores, mesmo que não haja trabalho suficiente.

A UE emitiu dívida para emprestar dinheiro aos Estados membros, tendo conseguido juros negativos. Agora é o Estado português quem pede emprestado. As condições são mais vantajosas do que obter financiamento nos mercados, o que levou Portugal a reduzir as emissões de dívida até ao final do ano.

Dos 27 países da UE, 17 vão receber apoio do SURE. Portugal é o quinto país que mais recebe, atrás de Itália, Espanha, Polónia e Bélgica. O pacote total pode chegar aos 100.000 milhões de euros.