Coronavírus

Greve de fome na restauração: um protesto sem fim à vista

António Costa mostra-se irredutível e diz que só recebe representantes oficiais do setor. Protesto dura há seis dias, nas imediações da Assembleia da República.

Saiba mais...

Começam a faltar as forças, mas o desespero e o sentido de missão não permitem aos nove empresários da restauração em greve de fome há seis dias arrecar pé das imediações da Assembleia da República.

O Governo recusa-se a receber o grupo e garante que só aceita reunir-se com os representantes oficiais do setor.

Os empresários do restaurantes, bares e discotecas exigem um apoio a fundo perdido, a redução do IVA da restauração para 6% e o fim do recolher obrigatório ao fim de semana a partir das 13:00 horas.

  • 2:33