Coronavírus

Covid-19. Especialista alerta para aumento de novos casos na 2.ª quinzena de janeiro

André Peralta Santos em entrevista na Edição da Noite, da SIC Notícias. 

Saiba mais...

O diretor do Serviço de Informação e Análise da Direção-Geral da Saúde diz que Portugal deverá registar um aumento no número de novos casos de covid-19 na segunda quinzena de janeiro.

Apesar dos números de mortes e hospitalizações, André Peralta Salto considera haver boas notícias: "Iniciamos uma trajétória descendente de novos casos", ou seja, o pico dos novos casos já foi atingido.

André Peralta Santos diz ainda que "dentro de pouco tempo" os picos relativos aos óbitos e hospitalizações serão atingidos.

Covid-19. Portugal com mais 78 mortes e 2.597 infetados

Portugal registou mais 2.597 casos de infeção e mais 78 mortes associadas à doença covid-19, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde desta segunda-feira.

Desde o início da pandemia morreram em Portugal 5.041 pessoas dos 325.071 casos de infeção confirmados.

Há mais 99 doentes internados nas Unidades de Cuidados Intensivos, totalizando 3.367. Em relação aos internamentos em enfermaria, há menos 1 pessoa internada, totalizando agora 513.

A DGS refere também que as autoridades de saúde têm em vigilância 77.498 contactos, mais 78 em relação a domingo, e que foram dados como recuperados mais 2.788 doentes, num total acumulado de 245.843 desde o início da pandemia.

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia