Coronavírus

Covid-19. Nova variante do Reino Unido é diferente da descoberta na África do Sul

Canva

A confusão surgiu do facto de as duas estirpes terem sido identificadas quase em simultâneo.

Saiba mais...

A Organização Mundial da Saúde (OMS) esclareceu esta segunda-feira que a nova variante do coronavírus identificada no Reino Unido não é a mesma que foi descoberta na África do Sul.

A confusão surgiu do facto de as duas estirpes terem sido identificadas quase em simultâneo.

"Os vírus sofrem mutação, é natural e temos que esperar por isso", disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em conferência de imprensa.

O mundo em estado de alerta devido ao aparecimento de nova variante do coronavírus

O aparecimento da variante do novo coronavírus volta a por o mundo em estado de alerta. Vários países apressaram-se a suspender os voos vindos do Reino Unido.

Mas há já outros países a confirmar a circulação de novas estirpes do vírus, como a África do Sul. A 501.V2, como é chamada a nova estirpe do vírus detetada, está a dominar a segunda vaga de infeções, que aumentam de forma mais rápida e ao que tudo indica, atinge pacientes mais jovens com sintomas mais severos da doença.

A mutação do vírus foi também confirmada pela Austrália, que voltou a relatar um crescente número de novos casos no nordeste de Sydney.

Em todo o mundo os Estados Unidos e o Brasil continuam a ocupar o topo da lista dos países mais afetados.

Chegada de 4 mil turistas britânicos ao Algarve para o Natal e Ano Novo está comprometida

Os hoteleiros do Algarve temem que as novas restrições aos passageiros vindos do Reino Unido se prolonguem no tempo, comprometendo as reservas de janeiro e de fevereiro.

Para já, está comprometida a chegada de cerca de 4 mil turistas à região para o Natal e Ano Novo.

A Easyjet foi a primeira a cancelar voos, podendo seguir-se a British Airways e a Ryanair, todas com dezenas de voos previstos para estas duas semanas.