Coronavírus

Covid-19. Um infetado leva cidade australiana a confinamento de três dias

DANNY CASEY

O vírus foi identificado numa funcionária da limpeza do hotel onde os viajantes fazem quarentena.

Especial Coronavírus

A cidade de Brisbane, na Austrália, vai entrar num confinamento de três dias depois de ter identificado um caso positivo de covid-19. Uma funcionária da limpeza de um hotel onde os viajantes fazem quarentena de 14 dias está infetada.

As autoridades de saúde avançam que o vírus que infetou a funcionária da limpeza faz parte da variante encontrada no Reino Unido, que é mais contagiosa.

O confinamento será aplicado às áreas mais populosas da capital do estado australiano de Queensland e irá afetar mais de 2,38 milhões de pessoas. Os cidadãos devem ficar em casa, exceto para se deslocarem ao trabalho, comprarem alimentos essenciais e medicamentos, prestarem auxílio a pessoas vulneráveis, praticarem exercício na zona de habitação ou realizarem um teste covid-19 na clínica mais próxima. O uso de máscara na via pública é também obrigatório.

A medida foi anunciada pela primeira-ministra Annastacia Palaszczuk esta sexta-feira, depois de ter sido conhecido o resultado do teste realizado à funcionária.

“Fazer estes três dias (de confinamento) agora pode evitar fazer 30 dias no futuro”, disse Palaszczuk, citada pela BBC. A primeira-ministra lembrou ainda que em várias parte do mundo se registam elevadas taxas de infeção devido a esta variante do novo coronavírus.

Depois da primeira vaga, a Austrália tem registados poucos casos de infeção pelo novo coronavírus. Os únicos infetados identificados são viajantes que têm de fazer quarentena num hotel antes de entrar no país.

Desde o início da pandemia foram registados 28.500 casos de infeção e 909 mortes, um valor muito abaixo dos países que lideram a lista de transmissão de covid-19 – como é o caso dos Estados Unidos, onde foram diagnosticados mais de 21 milhões de casos e morreram perto de 362 mil pessoas.