Coronavírus

Covid-19 na Europa. Boris Johnson anuncia que variante britânica é mais mortífera

Enquanto a França se preocupa com a qualidade das máscaras, a Hungria acelera a vacinação ao comprar a vacina russa

Saiba mais...

A variante britânica do novo coronavírus, não só é mais contagiosa como pode ser mais mortífera. O anúncio foi feito esta sexta-feira pelo Governo de Boris Johnson. A eficácia da vacina mantém-se, mas a comunidade científica – que já teve tempo de estudar esta nova variante – avança com conclusões alarmantes

“Fomos hoje [sexta-feira] informados de que, para além de se propagar mais rapidamente, ao que parece existem alguns indícios de que a nova variante, a variante que foi identificada pela primeira vez em Londres e na zona sudeste [de Inglaterra], pode estar associada a um nível mais elevado de mortalidade”, disse o primeiro-ministro britânico.

Tal como Portugal, 40 países fecharam os aeroportos e voos de e para o Reino Unido.

Por outro lado, a vontade de retoma económica levou a Hungria a apressar o programa de vacinação. Para isso comprovou vacina russa, a Sputnik V, que ainda não foi aprovada pela Agência Europeia do Medicamento.

Em França, as máscaras adequadas a estirpes mais contagiosas são uma preocupação. O Governo acredita que o comportamento de cada um pode evitar a propagada. Já a Alemanha acredita que a estratégia sanitária está a funcionar.

Na República Checa, um deputado tornou-se agressivo durante uma sessão parlamentar. O deputado recusa-se a usar máscara no plenário e agrediu o presidente da Assembleia depois deste lhe ter desligado o microfone como castigo.