Coronavírus

OMS alerta para crescimento "preocupante" de casos de covid-19 no mundo

Eloisa Lopez / Reuters

O número de novos casos confirmados por semana quase duplicou nos últimos dois meses.

Saiba mais...

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou hoje para o continuo crescimento de casos de covid-19 no mundo, referindo que o número de novos casos confirmados por semana quase duplicou nos últimos dois meses.

Tedros Adhanom Ghebreyesus disse, em conferência de imprensa, que o número de novos casos "está a aproximar-se da maior taxa de infeção que vimos até agora na pandemia".

O responsável da OMS disse ainda que alguns países que conseguiram evitar surtos generalizados de Covid-19 estão agora a registar aumentos acentuados, citando a Papua-Nova Guiné como exemplo.

"Até o início deste ano, a Papua-Nova Guiné tinha relatado menos de 900 casos e nove mortes", disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, adiantando que agora o país já identificou mais de 9.000 casos e 83 mortes, metade das quais no mês passado.

"A Papua-Nova Guiné é um exemplo perfeito de como a vacina é tão importante", disse o diretor-geral da OMS, acrescentando que a nação insular do Pacífico conta com doações de vacinas da Austrália e da COVAX, apoiada pelas Nações Unidas.

Até o momento, a COVAX já enviou cerca de 40 milhões de vacinas para mais de 100 países, o suficiente para proteger cerca de 0,25% da população mundial.

Mais de 2,98 milhões de mortos por covid-19 em todo o mundo

A pandemia da covid-19 provocou, pelo menos, 2.987.891 mortos no mundo, resultantes de mais de 139.008.120 casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência noticiosa francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.933 pessoas dos 829.358 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde. A pandemia chegou ao país em 02 de março de 2020 e a campanha de vacinação iniciou-se em 27 de dezembro do mesmo ano.

A covid-19 é uma doença respiratória causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

A grande maioria dos pacientes recupera, mas uma parte evidencia sintomas por várias semanas ou até meses.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros