Coronavírus

Champions no Estádio do Dragão. Adeptos vão ser todos testados à covid-19

Doze mil adeptos poderão assistir à partida entre Manchester City e Chelsea, no estádio.  

Saiba mais...

Os adeptos estrangeiros que viajarem para o Porto para assistir à final da Liga dos Campeões vão ficar menos de 24 horas em Portugal e serão todos testados à covid-19.

O anúncio foi feito esta quinta-feira pelo Governo, após a reunião do Conselho de Ministros, na qual foram decididas as regras para a realização da final entre o Chelsea e o Manchester City, marcada para 29 de maio, no Estádio do Dragão,

"As pessoas que vierem à final da Liga dos Campeões virão e regressarão no mesmo dia, com teste feito, em situação de bolha, ou seja, em voos charter, com deslocações para uma zona de espera. Daí irão para o estádio e depois para o aeroporto, estando em território nacional menos de 24 horas, numa permanência em bolha e com testes obrigatórios, feitos, em princípio, antes de entrarem no avião", disse a ministra de Estado e da Presidência.

Mariana Vieira da Silva confirmou ainda que o estádio poderá ter uma lotação máxima de 12 mil pessoas e que os lugares serão marcados e designados pela Direção-Geral da Saúde. "Todos os bilhetes serão nominais e com lugares marcados."

Final era para ser na Turquia

A final era para ser realizada em Istambul, mas como a Turquia está na lista vermelha do Reino Unido devido à pandemia, foi necessário encontrar uma alternativa.

A UEFA debateu a mudança do local da final para Inglaterra, mas apesar de esforços exaustivos da Federação Inglesa de Futebol e das autoridades, não foi possível alcançar as excepções necessárias à quarentena em vigor no Reino Unido.

"As autoridades portuguesas e a FPF entraram em campo e trabalharam rapidamente e de forma eficaz com a UEFA para oferecer um local adequado à ocasião que é a final", informa a UEFA.

A cidade do Porto e o Estádio do Dragão vão, assim, acolher a terceira final de uma Liga dos Campeões em Portugal e a segunda consecutiva, já que há pouco menos de um ano, precisamente por causa da crise mundial de saúde pública, a UEFA optou por realizar uma 'final a oito' em Lisboa, nos estádios da Luz e José Alvalade.

  • 1:21