Coronavírus

Final da Liga dos Campeões. Pneumologista diz que é preciso apurar responsabilidades

Entrevista SIC Notícias

Carlos Robalo Cordeiro diz que não houve controlo.

Saiba mais...

O pneumologista, Carlos Robalo Cordeiro, disse em entrevista, no Jornal de Sábado, que a presença de adeptos ingleses no Estádio do Dragão para o jogo da final da Liga dos Campeões foi lamentável.

“Julgo que há uma certa incongruência, porque passamos o ano sem público nos nossos estádios de futebol, sem este tipo de manifestações e portanto, isto é de certa forma, lamentável e evitável” disse o pneumologista.

Carlos Robalo Cordeiro também abordou a mensagem que passou: “em termos pedagógicos isto foi péssimo, pode ter sido bom em termos económicos mas acho que não foi uma boa mensagem”.

O pneumologista disse que não chega tirar lições para o futuro, palavras do Presidente da República, mas que também é preciso tirar consequências.

“Há que tirar lições mas há que também tirar consequências. Naturalmente tem que haver responsáveis. Alguém permitiu que viessem milhares de pessoas sem controlo. Naturalmente teria que haver regras” afirmou Carlos Robalo Cordeiro no Jornal de Sábado.

O pneumologista também falou numa “enorme fragilidade institucional, porque assistiu-se a uma quebra das regras que continuamos a ter que privilegiar”.

Carlos Robalo Cordeiro alertou também para o facto da variante indiana ser de extrema contagiosidade e que é predominante no Reino Unido, local de origem dos adeptos que vieram a Portugal assistir à final da Champions.

Veja também: