Coronavírus

Certificado Digital Covid só fica operacional na União Europeia a 1 de julho

Emitidos cerda de 400 mil documentos em Portugal, que permitem a livre circulação no país.

Já foram emitidos cerca de 400 mil certificados digitais covid em Portugal. O documento já pode ser apresentado para a livre circulação dentro do país, mas só daqui a uma semana é que entra em vigor no espaço da União Europeia.

No entanto, há regras a cumprir: só é válido para quem tenha a vacinação completa há mais de 14 dias, para quem já tenha sido infetado e para quem apresente um teste negativo à doença antes da viagem.

Apesar de continuar a ser proibido entrar ou sair da Grande Lisboa aos fins de semana, passa a poder fazê-lo se já tiver o Certificado Digital Covid. Basta apresentar às autoridades o documento.

Mas, há regras que tem de cumprir. Para ser válido, basta cumprir apenas um dos três requisitos obrigatórios.

O primeiro exige que o portador tenha vacinação completa há mais de 14 dias. O documento pode ser emitido apenas com uma dose da vacina, mas não será válido para a livre circulação dentro e fora do país e cabe às autoridades a fiscalização do número de doses.

O segundo atesta os anticorpos contra a doença. Só é válido se tiver contraído a infeção há menos de 180 dias.

Já o terceiro, prende-se com um resultado negativo à covid-19. Pode fazer um teste PCR 72 horas antes da viagem. Já no caso dos testes de antigénio, a validade é encurtada para as 48 horas.

Este documento já pode ser utilizado dentro do território nacional. Marcelo Rebelo de Sousa promulgou, esta quinta-feira o diploma na página da Presidência da República.

Além da livre circulação, poderá ser também usado para permitir o acesso a eventos de natureza cultura, desportiva, cooperativa e familiar.

Até ao momento, no país, já foram emitidos cerca de 400 mil Certificados Digitais Covid, mas só a partir do início do próximo mês é que o documento é válido para viajar na União Europeia.

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros