Coronavírus

Covid-19. Como funciona o Certificado Digital Covid-19?

Este documento promete facilitar as viagens entre os países da União Europeia.

Saiba mais...

O Certificado Digital Covid-19 já está a ser usado por 13 países europeus. Em Portugal, a tecnologia está a funcionar, mas ainda está em testes. António Costa garante que os primeiros certificados começam a ser emitidos esta semana.

Vai estar disponível para quem já tem a vacinação completa, para quem fez testes à covid-19 e para os que estiveram infetados e já tiveram alta médica.

É emitido um código QR encriptado que é passado num scanner. A informação disponível mostra o nome do titular, a data de nascimento e a informação sobre a marca e tipo da vacina e a data em que foi tomada. Pode também mostrar a informação sobre o teste à covid-19 – PCR ou antigénio – ou a data em que o paciente esteve infetado.

Em Portugal, o Certificado Digital Covid-19 vai poder ser pedido online e chega aos pacientes também pela internet. O sistema vai às bases de dados do Ministério da Saúde buscar informação sobre a vacinação, os testes e os dados dos recuperados da doença. O site para adquirir o certificado será divulgado esta semana, diz à SIC o Ministério da Saúde.

A tecnologia instalada nas fronteiras já está ligada à rede europeia, mas ainda está em testes. O certificado não será obrigatório para viajar, mas acuem não o tiver poderá ficar sujeito a restrições nacionais – seja testagem ou quarentena à chegada.

Quatro países fora da União Europeia vão também aceitar o Certificado Digital Covid-19: Liechtenstein, Suíça, Islândia e Noruega.

Veja mais: