Coronavírus

Covid-19. OMS receia levantamento rápido das restrições

Diretor do programa de emergências em saúde, da OMS, acredita que se "voltarmos demasiado cedo, iremos pagar o preço".

Saiba mais...

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estimou que os resultados da pandemia podem vir a ser duas a três vezes superiores aos registados oficialmente. Com alguns países a apressarem-se ao regresso à normalidade, a organização apela ao cuidado e acredita estarem a pisar um risco enorme.

"No geral, voltámos demasiado cedo à normalidade e acredito que iremos pagar o preço, porque ainda não estão todos vacinados, há a questão das variantes e ainda não imunizámos pessoas suficientes." avisa Mike Ryan, Diretor do programa de emergências em saúde da OMS.

Um estudo feito em Israel no último mês mostra que a vacina da Pfizer é menos eficaz em travar a propagação da variante Delta. Os dados recolhidos sugerem que a vacina é 64% eficaz na prevenção da infeção com a mutação detetada inicialmente na Índia. Ainda assim, a vacina Pfizer mantém uma eficácia acima dos 90% contra doenças graves e hospitalizações, mesmo com a variante Delta.

A Indonésia está a atravessar um dos piores momentos da pandemia, com 30.000 novos casos diários e 500 vítimas. Alguns hospitais na ilha de Java, a mais populosa do país, já tem um taxa de ocupação acima dos 90%.

Veja também: