Coronavírus

"Terrível e devastador": a reação da OMS aos festejos da final do Euro

Organização Mundial da Saúde critica festejos que juntaram milhares de pessoas sem máscara.

Saiba mais...

"Terrível e devastador" foram as palavras usadas por uma das mais conceituadas epidemiologistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) para descrever os festejos da final do UEFA Euro 2020, que ignoraram por completo as regras de controlo da pandemia.

O cenário repetiu-se em Londres e em Roma, antes e depois do jogo que terminou com a vitória de Itália. Nas capitais de dois dos países mais atingidos pela pandemia, as celebrações foram feitas sem quaisquer cuidados e motivaram uma reação da líder técnica de resposta à covid-19 na OMS, Maria Van Kerkhove.

Do outro lado do mundo, no Extremo Oriente, o Japão acaba de decretar o quarto estado de emergência nas regiões de Tóquio e Okinawa.

A menos de duas semanas dos Jogos Olímpicos, a venda de álcool estará proibida e os residentes serão aconselhados a ficar em casa.

Já a Austrália registou esta segunda-feira o maior aumento diário de novos casos desde o início do ano.