Coronavírus

Costa garante que restrições serão levantadas mesmo que faltem décimas para os 85% de vacinados

RODRIGO ANTUNES

O Governo "vai manter tudo como estava previsto para 1 de outubro", afirma o primeiro-ministro.

Saiba mais...

O primeiro-ministro assegurou esta terça-feira que o Governo manterá o levantamento do conjunto de restrições anti-covid-19 em 1 de outubro, mesmo que nesse dia o país não tenha atingido por décimas a meta de 85% de cidadãos vacinados.

Esta posição foi transmitida por António Costa em declarações aos jornalistas, depois de interrogado se o país avança em 1 de outubro para a terceira fase do plano do Governo de levantamento das restrições mesmo que Portugal não tenha atingido por algumas décimas os 85% de população vacinada com duas doses contra a covid-19.

"O Governo fixou o dia 1 de outubro. Não estamos nos 85% de vacinas, mas estamos praticamente nesse valor. Aliás, hoje [terça-feira], o senhor vice-almirante Gouveio e Melo [coordenador do plano de vacinação] não precisou qual é a décima em que o país está", respondeu.

Por isso, para o primeiro-ministro, não se justifica "haver novos adiamentos" neste processo de levantamento das restrições antes impostas por causa da pandemia da covid-19.

O Governo, segundo António Costa, "vai manter tudo como estava previsto para 1 de outubro", renovando o apelo às pessoas que já tomaram a primeira dose, mas que ainda não têm a segunda, para que a tomem.

"Tomem essa segunda dose, de forma a que se complete o plano de vacinação o mais rapidamente possível", acrescentou.

► Veja mais: