Coronavírus

Virologista "muito contente" com medidas apresentadas pelo Governo

Entrevista SIC Notícias

Paulo Paixão comenta as medidas apresentadas pelo Governo para combater a pandemia.

Saiba mais...

O Governo anunciou esta quinta-feira as novas medidas de combate à pandemia de covid-19, em Portugal, que vai entrar em situação de calamidade a partir de 1 de dezembro.

Entre as medidas anunciadas pelo primeiro-ministro, António Costa, estão o uso obrigatório de máscara em todos os espaços fechados e o teste obrigatório para entrada em lares e recintos desportivos.

Estas medidas entram em vigor a 1 de dezembro.

Na semana a seguir à passagem de ano, entre 2 e 9 de janeiro, haverá medidas mais restritivas para evitar o cruzamento de pessoas fora dos agregados familiares.

O virologista Paulo Paixão concorda com todas as medidas apresentadas pelo Executivo. Em entrevista à SIC Notícias, indica que as medidas "estão a seguir aquilo que a maior parte dos especialistas indicavam".

O virologista diz que é algo que contrasta completamente com o que aconteceu no mesmo período do ano passado. Paulo Paixão referia-se às críticas que foram feitas ao Governo, em 2020, também por volta desta altura, pelo "relaxamento" e "falta de medidas" para o Natal.

"Globalmente estou muito contente com o que ouvi. Era o que já estava à espera", sublinhou.

O virologista Paulo Paixão diz que a "semana de contenção", entre 2 e 9 de janeiro, é uma medida "inteligente e sensata" e que vai permitir ver o que vai acontecer após as festividades do Natal e Passagem de Ano.

SAIBA MAIS