Crise nos combustíveis

Sindicato mantém greve após quase 10 horas de reunião

Motoristas de matérias perigosas e Antram não chegam a acordo.

Depois de uma reunião que durou quase dez horas, o Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) decidiu manter a greve.

O SNMMP reitera que a proposta que apresentou, com acordo do Governo, foi rejeitada pela Antram que, por sua vez, apresentou ao SNMMP a mesma proposta negocial que assinou com a FECTRANS e com o Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM).

Na reunião, que decorreu no Ministério das Infraestruturas e da Habitação, sindicato e Antram não negociaram à mesma mesa. O Governo, que se fez representar pelo ministro das Infraestruturas Pedro Nuno Santos, foi o mediador.

Esta sexta-feira, o SNMMP tinha admitido suspender temporariamente a greve quando as partes se voltassem a sentar à mesa, com a mediação do Governo.

COSTA APELA AO FIM DA GREVE

Também esta sexta-feira, António Costa defendeu que é tempo de o Sindicato dos Motoristas de Matérias Perigosas acabar com a greve.

À saída da reunião semanal com o Presidente da República, o primeiro-ministro garantia que o Governo estava disponível para mediar as negociações entre patrões e sindicato.

PSD ACUSA GOVERNO DE MONTAR "CIRCO MEDIÁTICO"

O presidente do PSD, Rui Rio, também reagiu esta sexta-feira à paralisação. Rio deixou várias críticas ao Governo na gestão da greve, mas considerou que o Executivo está agora no caminho certo.

PGR ANALISA DECLARAÇÕES DE PARDAL HENRIQUES

O Ministério Público está a analisar as afirmações de Pedro Pardal Henriques, porta-voz do SNMMP, sobre o não cumprimento dos serviços mínimos e da requisição civil.

O Código Penal prevê como ilícitos criminais a instigação pública a um crime.

ANTÓNIO COTRIM

REQUISIÇÃO CIVIL CUMPRIDA E SERVIÇOS MÍNIMOS SUPERADOS NO DIA 5

A requisição civil foi esta sexta-feira cumprida e os serviços mínimos "superados", naquele que foi o quinto dia de greve.

A garantia foi dada em comunicado pelo Ministério do Ambiente e Transição Energética.

O ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes (C) acompanhado pelo secretário de Estado da Energia, João Galamba (E) e o presidente da Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE), Filipe Meirinho (D)

O ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes (C) acompanhado pelo secretário de Estado da Energia, João Galamba (E) e o presidente da Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE), Filipe Meirinho (D)

MIGUEL A. LOPES

GREVE COM FIM À VISTA?

O SNMMP é o único sindicato que mantém de pé a paralisação. Isto depois de, na quinta-feira, o Sindicato Independente de Motoristas de Mercadorias ter desconvocado a greve e retomado as negociações com a Antram.

No dia anterior, a Antram chegou a entendimento com a federação sindical da CGTP, a Fectrans, que não convocou a paralisação.

  • “Entregues à Sorte” – Quarto episódio
    27:01