Eleições nos EUA

Como evitar que Trump e Biden falem ao mesmo tempo? Espectadores querem botão de silenciamento

Jonathan Ernst

O botão seria ativado pelo moderador.

Os telespectadores do debate para as presidenciais norte-americanas que decorreu esta madrugada defenderam, num discussão 'online', a possibilidade de o moderador recorrer ao silenciamento dos candidatos, através da criação de um botão para cada um dos microfones.

Num debate que se destacou, para muitos, pela "cacofonia", pelo facto de os dois protagonistas, Donald Trump e Joe Biden, falarem um por cima do outro, surgiu a ideia de o moderador poder silenciar candidatos em momentos em que estes não respeitem os repetidos pedidos de espera.

Telespectadores que participaram hoje numa reunião virtual de troca de ideias sobre o debate defenderam a criação de um botão 'mute' (função de silenciamento) para cada microfone, acessível apenas ao moderador, para controlar as perturbações criadas pelos candidatos.

"Vemos muitas pessoas a pedir 'mute the mic' (calar o microfone), uma resposta popular no grupo", disse o reitor da Escola de Assuntos Públicos e Internacionais da universidade Baruch College, David Birdsell, que moderou uma videoconferência em torno do debate.

A docente universitária Allison Hahn defendeu que ter um botão deste tipo seria "brilhante", podendo ser usado quando, depois de múltiplas "ameaças", os candidatos visados não se calassem.

Allison Hahn considerou que a tarefa do moderador do primeiro debate presidencial, o jornalista Chris Wallace, foi dura, por ter de dar iguais oportunidades aos candidatos, impedir as interrupções e tentar manter a atenção dos adversários.

"O tempo podia ter sido mais bem aproveitado", disse.

Repensar o modelo do debate

Eric Gadner, outro professor universitário, relembrou que os debates podem ter diferentes formatos, com diferentes dinâmicas e outro tipo de ambiente, que podem resultar em menos ataques e mais respeito pelas regras.

O professor considerou que Joe Biden poderia apostar em continuar a falar mais e calar menos, tal como Donald Trump faz.

"Pode ser necessária uma estratégia mais 'trumpiana'", refletiu Gadner.

O candidato democrata Joe Biden disse ao Presidente dos Estados Unidos que se calasse durante o primeiro debate.

"Vais-te calar, homem?", disse Biden a Donald Trump, depois de ter sido interrompido várias vezes pelo republicano, num debate muito conflituoso.

Noutro momento, Biden disse ser "difícil responder a seja o que for com este palhaço" e afirmou que Trump é "o pior Presidente que a América já teve".

Donald Trump, por seu lado, colocou em causa a inteligência de Joe Biden, dizendo que não há "nada de esperto" no oponente democrata.

Os temas enfatizados no debate incluíram questões relacionadas com o clima, impostos, economia, prestação de cuidados de saúde, transparência do voto por correio e a nomeação para o Supremo Tribunal norte-americano.

Donald Trump e Joe Biden voltam a encontrar-se frente a frente em debates televisivos a 15 e 22 de outubro, antes das eleições nos Estados Unidos, marcadas para 3 de novembro.