Eleições nos EUA

Líder republicano no Senado culpa Trump pelo ataque ao Capitólio norte-americano

Último dia completo de Trump no cargo, esta terça-feira, é também o primeiro dia de regresso dos senadores desde o ataque ao Capitólio.

O líder republicano no Senado, Mitch McConnell, reconheceu que os manifestantes pró-Trump que invadiram o Capitólio, a 6 de janeiro, foram "alimentados por mentiras" do Presidente, para tentar evitar a posse do democrata Joe Biden.

Os comentários são a repreensão pública mais severa de McConnell ao Presidente cessante, na véspera da investidura de Biden e do início do julgamento político de Donald Trump, que foi destituído pela Câmara de Representantes por "incitação à insurreição".

"A multidão foi alimentada com mentiras. Eles foram incentivados pelo Presidente e por outras pessoas poderosas. Eles tentaram usar o medo e a violência para impedir um processo legítimo do primeiro ramo do Governo federal, de que não gostaram", admitiu McConnell, que foi um dos principais apoiantes de Trump ao longo dos últimos quatro anos

O último dia completo de Trump no cargo, esta terça-feira, é também o primeiro dia de regresso dos senadores desde o ataque ao Capitólio por apoiantes do Presidente, em 6 deste mês.

O líder republicano no Senado, Mitch McConnell, e o líder democrata no Senado, Chuck Schumer, devem conferenciar ainda esta terça-feira sobre as providências a serem tomadas para o julgamento de destituição do Presidente.

  • 1:13