Presidenciais

Debate de hoje na SIC entre Marcelo e Ventura vai ser presencial

DGS considera que o Presidente teve um contacto de baixo risco.

Veja aqui o debate na íntegra

O debate presidencial desta noite na SIC entre Marcelo Rebelo de Sousa e André Ventura será presencial.

A Direção do Departamento de Saúde Pública da Autoridade Regional de Saúde (ARS) de Lisboa e Vale do Tejo considerou de baixo risco o contacto que o Presidente da República teve, na passada segunda-feira, com um assessor de imprensa que testou positivo à covid-19.

Marcelo Rebelo de Sousa realizou hoje dois testes - antigénio e PCR - e ambos tiveram resultado negativo.

O Presidente da República esteve em isolamento profilático preventivo, mas vai retomar a sua atividade normal, refere uma nota publicada na página da Presidência da República.

O debate entre o Presidente da República e o líder do Chega será emitido a partir das 20:55 no Jornal da Noite, com moderação de Clara de Sousa.

CONTACTO COM INFETADO FOI "MUITO CURTO" E "COM MÁSCARA"

Segundo fonte de Belém, o contacto do Presidente da República com o assessor de imprensa do Presidente, Paulo Magalhães, foi "muito breve, muito curto, com máscara, para dar indicações sobre determinadas questões internas, à margem das audiências aos partidos".

Marcelo Rebelo de Sousa é testado com frequência, de dois em dois dias.

No final do ano passado, também António Costa cumpriu duas semanas de isolamento, depois de um encontro com o Presidente francês, Emmanuel Macron, em Paris, que acabou por acusar positivo ao novo coronavirus.

O primeiro-ministro só saiu do isolamento no dia 30 de dezembro, tendo ficado todo o tempo no Palácio de S. Bento.

Porque é que o contacto de Marcelo foi considerado de baixo risco?

Dulce Salzedas, jornalista de saúde da SIC, explicou na Edição da Tarde o que significa ser um contacto de baixo risco.

“O facto de ter feito dois testes não tem nada a ver com ser um contacto de baixo risco. O que a Direção-Geral da Saúde (DGS) considera é que o risco que Marcelo Rebelo de Sousa tem, neste momento, de contrair o coronavírus porque tem um assessor de imprensa que está infetado é um risco mínimo. Porque, muito provavelmente, o contacto que ele teve com esse assessor não foi um contacto nem de risco elevado, nem de risco muito elevado, nem sequer de risco moderado”, esclarece a jornalista.