Guerra Rússia-Ucrânia

SIC na Ucrânia: Ucrânia teme "ataques cruéis" no Dia da Independência

Loading...
Assinalam-se os 31 anos de independência da Ucrânia, um dia que devia ser de celebrações é de apreensão.

Esta quarta-feira assinalam-se os 31 anos de independência da Ucrânia, um dia que devia ser de celebrações é de apreensão, após os alertas do Presidente Zelensky para a possibilidade de ataques particularmente cruéis da Rússia, como relatam os enviados especiais da SIC à Ucrânia, Carolina Reis e Rafael Homem.

Em dia de celebrações na Ucrânia, era esperado um confinamento geral, uma vez que os serviços secretos norte-americanos e ucranianos acreditam que a Rússia pode executar vários ataques de grandes dimensões a várias cidades ucranianas, nomeadamente a algumas das maiores, como Odessa e Kiev. Apesar desta preocupação, não foi decretado nenhum confinamento obrigatório, mas independentemente dessa decisão, o presidente Volodymyr Zelensky pede cautela à população, e que, em caso de alerta, se refugiem imediatamente.

Tradicionalmente, neste feriado iria ocorrer o habitual desfile militar, porém não vai acontecer. Mas várias bandeiras ucranianas serão hasteadas na linha da frente, e em Kiev, várias figuras de Estado de outros países irão reunir-se. Em representação de Portugal, estará o ministro dos Negócios Estrangeiros, José Gomes Cravinho, que irá encontrar-se com Zelensky e com o seu homólogo ucraniano.

Neste dia marcante para a nação, Zelensky voltou a agradecer aos combatentes do país e aproveitou a ocasião para relembrar ao mundo aquilo de que os ucranianos são capazes.

Últimas Notícias
Mais Vistos