Guerra Rússia-Ucrânia

Bombardeamentos perto da central de Zaporíjia atrasam missão de peritos internacionais

Loading...
Vídeo mostra explosão em Enerhodar

Bombardeamentos perto da central nuclear de Zaporíjia estão a atrasar a chegada dos peritos da Agência Internacional de Energia Atómica.

O vídeo mostra uma explosão que terá acontecido esta quinta-feira de manhã em Enerhodar, a cerca de 5 quilómetros das instalações.

Pelo menos um edifício administrativo terá sido destruído.

A última atualização dá conta de que os especialistas estarão a cerca de 20 quilómetros da linha da frente e que aguardam que a situação fique mais segura.

O diretor-geral da Agência de Energia Atómica garante que a missão vai avançar.

Ativada proteção de emergência na central de Zaporíjia e reator desligado

A central nuclear ucraniana de Zaporíjia desligou esta quinta-feira um dos seus reatores devido aos bombardeamentos nos arredores, enquanto a Rússia, que controla a instalação, diz que a situação está "controlada".

“Como resultado de outro bombardeamento de morteiros pelas forças de ocupação russas no local da central nuclear de Zaporíjia, a proteção de emergência foi ativada e a quinta unidade operacional de energia foi desligada”, informou a agência estatal ucraniana Energoatom.

A central nuclear, a maior da Europa e a terceira maior do mundo, já tinha sido desligada da rede na semana passada, por motivos que ainda não foram totalmente esclarecidos.

Numa altura em que se aguarda a chegada ao local de uma missão de especialistas da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) da ONU, o Ministério da Defesa russo disse que a situação em Zaporíjia está "sob controlo".

Últimas Notícias
Mais Vistos