Guerra Rússia-Ucrânia

Corrida aos aeroportos na Rússia: "Relatos são muito exagerados", diz Moscovo

Corrida aos aeroportos na Rússia: "Relatos são muito exagerados", diz Moscovo
SHAMIL ZHUMATOV
Várias notícias dão conta de filas de pessoas nos postos fronteiriços para tentar abandonar a Rússia, após Putin anunciar a mobilização parcial.

O Kremlin considerou esta quinta-feira que as notícias sobre a existência de filas para sair do país após a entrada em vigor da mobilização parcial ordenada pelo Presidente russo, Vladimir Putin, são exageradas.

"Os relatos de que há um certo burburinho nos aeroportos são muito exagerados", disse o porta-voz presidencial russo, Dmitri Peskov, durante uma conferência de imprensa, alertando para a existência de "muita informação falsa".

Dmitri Peskov respondia a uma pergunta sobre as notícias divulgadas em vários meios de comunicação sobre as filas de pessoas nos postos fronteiriços para tentar abandonar a Rússia, e sobre a compra intensiva de passagens aéreas para destinos onde os russos não precisam de visto de entrada.

A mobilização parcial ordenada por Putin, na quarta-feira, para enfrentar os reveses militares na Ucrânia, provocou uma onda de protestos nas principais cidades russas, que resultaram em mais de 1.300 detidos. O movimento pacifista Vesná (Primavera) convocou para sábado um novo protesto nacional contra a mobilização parcial.

"A mobilização já está a ocorrer ativamente em todo o país. Em breve, milhares dos nossos homens serão enviados para a frente de batalha. Podemos e devemos manifestar-nos contra isso!", disse o movimento na conta da rede social Telegram.

Últimas Notícias
Mais Vistos