Guerra Rússia-Ucrânia

"Não lhes darei a vida dos meus filhos": manifestantes detidos na Rússia

Loading...
Perto de 1.400 manifestantes foram detidos pela polícia russa.

Pelo menos 1.386 pessoas foram detidas na Rússia nos protestos realizados na quarta-feira contra a mobilização parcial de cidadãos decretada pelo Presidente russo, Vladimir Putin, para combaterem na guerra na Ucrânia, declarou uma organização não-governamental.

O Ministério Público de Moscovo advertiu de que punirá com até 15 anos de prisão a organização que convocou os protestos e a participação em ações ilegais.

Os protestos em 38 cidades russas foram impulsionados pelo movimento antiguerra Vesna.

A polícia russa reprime qualquer concentração que colida com o que é dito ou feito pelo Kremlin.

Na quarta-feira, o Presidente russo declarou que o número de pessoas convocadas para o serviço militar ativo seria determinado pelo Ministério da Defesa, e o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, disse numa entrevista televisiva que 300.000 reservistas com experiência relevante de combate e serviço serão inicialmente mobilizados.

Últimas Notícias
Mais Vistos