Guerra Rússia-Ucrânia

Diplomata japonês acusado de espionagem na Rússia

Diplomata japonês acusado de espionagem na Rússia
Westend61

Homem terá sido apanhado em flagrante quando recebia informações de "circulação limitada".

As forças de segurança russas detiveram esta segunda-feira em Vladivostok, na parte leste do país, o cônsul japonês Motoki Tatsunori, acusado de espionagem.

"O Serviço Federal de Segurança da Rússia no território de Primorsky frustrou uma ação de espionagem do cônsul-geral do Japão, Motoki Tatsunori", informaram as autoridades russas, em comunicado.

De acordo com a nota, o diplomata japonês foi apanhado em flagrante quando recebeu informações de "circulação limitada" sobre a cooperação da Rússia com um dos países da região Ásia-Pacífico e sobre a influência da política de sanções ocidentais na situação económica no território de Primorye.

"Um protesto foi apresentado ao Japão e Motoki Tatsunori foi declarado 'persona non grata'", acrescentou o comunicado, que refere que o diplomata admitiu culpa.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia anunciou que Tatsunori tem 48 horas para deixar a Rússia, na sequência deste incidente.

Últimas Notícias
Mais Vistos