Guerra Rússia-Ucrânia

EUA dispostos a aumentar sanções à Rússia em caso de anexação de territórios ocupados na Ucrânia

EUA dispostos a aumentar sanções à Rússia em caso de anexação de territórios ocupados na Ucrânia
Anadolu Agency

Porta-voz da Casa Branca já disse que os EUA nunca reconhecerão nem os resultados nem esses territórios como parte da Federação Russa.

Os EUA avisaram na segunda-feira que estão dispostos a aumentar as sanções à Federação Russa se esta decidir anexar os territórios ucranianos onde estão a ser realizados referendos sobre a integração.

"Estamos preparar para impor um custo económico importante e rápido à Federação Russa, em resposta às ações que estamos a viver se continuarem com a anexação", disse, em conferência de imprensa, a porta-voz da Casa Blanca, Karine Jean-Pierre.

Os referendos sobre a integração na Federação Russa de quatro regiões ucranianas, ocupadas pelos militares russos, começaram a 23 de setembro e acabam na terça-feira.

A porta-voz da Casa Branca considerou estes eventos como uma "farsa" e adiantou que os EUA nunca reconhecerão nem os resultados nem esses territórios como parte da Federação Russa.

Karine Jean-Pierre acrescentou que os EUA levam "muito a sério" a ameaça do Presidente russo, Vladimir Putin, de que a Federação Russa conta com um arsenal nuclear "sem paralelo", que lhe permitiria contrariar qualquer ameaça ocidental e insistiu que o seu uso teria "consequências catastróficas", também para a Federação Russa.

Contudo, adiantou que os EUA ainda não tinham visto qualquer movimento que lhes fizesse mudar a sua política nuclear e recordou que o próprio Putin já disse que não se deveria travar uma guerra nuclear.

Últimas Notícias
Mais Vistos