Guerra Rússia-Ucrânia

Rússia pondera encontro entre Joe Biden e Vladimir Putin

Rússia pondera encontro entre Joe Biden e Vladimir Putin
Drew Angerer

Revelação feita pelo ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov.

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, disse esta terça-feira que Moscovo está disposto a "estudar" a realização de um encontro entre o Presidente russo, Vladimir Putin, e o homólogo norte-americano, Joe Biden, à margem da cimeira do G20.

Lavrov sublinhou, contudo, que por enquanto não existe qualquer proposta formal. "Já dissemos muitas vezes que não rejeitamos estas reuniões. Se houver uma proposta, vamos estudá-la", disse o chefe da diplomacia russa numa entrevista à rede Rossiya-1, na qual esclareceu que, para já, tudo é "especulação".

Anadolu Agency

Vladimir Putin está na lista de convidados para a reunião anual do G20, o grupo das 20 maiores economias do mundo, que a Indonésia irá acolher nos dias 15 e 16 de novembro, tal como Joe Biden.

A perspetiva de uma reunião bilateral à margem deste fórum parece distante, dada a escalada do conflito na Ucrânia e a constante troca de acusações.

Lavrov insistiu que Washington não fez "nenhuma proposta séria" para falar sobre a crise ucraniana e negou que Moscovo possa ser apresentado como uma entidade "maléfica" que "se recusa a negociar". "Digo-vos que são mentiras", afirmou, citado pela agência de notícias TASS.

O chefe da diplomacia russa também instou a administração norte-americana e os seus "satélites" a agirem com "máxima responsabilidade" nas suas declarações e a não especularem sobre um conflito nuclear.

As palavras de Lavrov surgem dias depois de Biden ter falado de um possível "apocalipse" na sequência das ameaças que o próprio Putin levantou publicamente sobre o potencial uso de armas nucleares.