Guerra Rússia-Ucrânia

Noruega liberta turistas russos detidos erradamente por espionagem

Noruega liberta turistas russos detidos erradamente por espionagem
Chanin Wardkhian

Os três homens e uma mulher foram detidos em 11 de outubro em Mosjoen.

Quatro cidadãos russos detidos na semana passada na Noruega por estarem alegadamente a tirar fotografias de instalações protegidas foram esta sexta-feira libertados, depois de se ter confirmado que eram turistas.

Os três homens e uma mulher foram detidos em 11 de outubro em Mosjoen (norte da Noruega) e estavam em prisão provisória enquanto decorria uma investigação para saber se tinham tirado fotografias a edifícios protegidos, nomeadamente de uma base da guarda costeira.

As forças de segurança fizeram uma revista ao veículo no qual os suspeitos entraram na Noruega, via Finlândia, encontrando uma grande quantidade de equipamento e material fotográfico, reforçando as suspeitas de espionagem.

No entanto, segundo avançou hoje a agência norueguesa de notícias NTB, a polícia acha agora que os quatro são mesmo turistas, como alegaram na altura da detenção, já que as fotografias e imagens registadas não tinham nada de comprometedor.

Sete russos foram detidos na Noruega desde a última semana por suspeitas de espionagem

Contabilizando estes quatro russos, um total de sete cidadãos russos foram detidos por suspeita de espionagem desde a semana passada na Noruega, país que tem registado um grande aumento do número de 'drones' avistados perto de instalações de produção de energia e de aeroportos.

Os outros três russos continuam em prisão provisória enquanto a polícia investiga as acusações. Estes suspeitos foram detidos em diferentes partes do país na posse de 'drones', com os quais dois deles terão feito imagens de aeroportos.

Uma das sanções impostas à Rússia no âmbito da invasão da Ucrânia a 24 de fevereiro é a proibição aos cidadãos russos de pilotarem 'drones' em território norueguês.

Últimas Notícias
Mais Vistos