Guerra Rússia-Ucrânia

UE "insta Rússia a reconsiderar" suspensão do acordo para exportação de cereais ucranianos

UE "insta Rússia a reconsiderar" suspensão do acordo para exportação de cereais ucranianos
Efrem Lukatsky

O chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, alerta que decisão "põe em perigo a principal rota de exportação de cereais e fertilizantes necessários para responder à crise alimentar mundial".

A UE "insta a Rússia a reconsiderar a decisão" de suspender o acordo sobre exportações de cereais dos portos ucranianos, vital para o abastecimento mundial de alimentos, escreveu hoje no Twitter o chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell.

Esta decisão "põe em perigo a principal rota de exportação de cereais e fertilizantes necessários para responder à crise alimentar mundial causada pela guerra" na Ucrânia, insistiu Josep Borrell na sua mensagem na rede social.

A Rússia anunciou no sábado a suspensão da sua participação neste acordo sobre as exportações de produtos agrícolas dos portos ucranianos sob o pretexto do ataque de 'drone' a navios na Crimeia anexada, gerando condenação internacional.

O acordo de cereais, concluído em julho sob a égide da ONU e da Turquia, permitiu a exportação de vários milhões de toneladas de cereais retidos nos portos ucranianos desde o início do conflito em fevereiro, provocando um aumento dos preços dos alimentos.


Últimas Notícias