Guerra Rússia-Ucrânia

Confirmadas duas crateras de origem não natural nos gasodutos Nord Stream

Confirmadas duas crateras de origem não natural nos gasodutos Nord Stream
ARND WIEGMANN

Crateras estão separadas por 248 metros e a secção do gasoduto entre as duas está destruída.

A operadora dos gasodutos Nord Stream confirmou esta quarta-feira a existência de duas crateras, de origem não natural, após a realização de estudos preliminares.

As crateras estão separadas por 248 metros e a secção do gasoduto entre as duas está destruída. Num comunicado divulgado esta quarta-feira, a operadora Nord Stream AG detalhou que os fragmentos estão espalhados num raio de 250 metros.

Os dados foram recolhidos por um navio que esteve no local onde foi registada uma das explosões, na zona económica e exclusiva da Suécia. Segundo a mesma nota, os investigadores vão continuar a analisar os danos nos próximos três a cinco dias.

A Nord Stream AG está também a aguardar autorização por parte das autoridades dinamarquesas para estender a avaliação dos danos à zona económica e exclusiva daquele país.

Os gasodutos Nord Stream um e dois, que ligam a Rússia à Alemanha, estão no centro das tensões geopolíticas, sobretudo, após Moscovo decidir cortar o fornecimento de gás à Europa.

Últimas Notícias
Mais Vistos