Incêndios em Portugal

Fogo na Serra da Estrela é uma "tragédia" ambiental, diz ministro

Fogo na Serra da Estrela é uma "tragédia" ambiental, diz ministro
NUNO ANDRÉ FERREIRA
José Luís Carneiro afirmou que irá visitar a zona ardida quando o fogo terminar.

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, admitiu esta sexta-feira que o incêndio na Serra da Estrela "é uma tragédia" ambiental e está a lavrar num "contexto de grande complexidade".

Quero transmitir esta mensagem de solidariedade às comunidades locais pela forma como se têm mobilizado e dar uma palavra aos bombeiros e a todas as forças e serviços da proteção civil (...) é uma tragédia do ponto de vista do ambiente, da biodiversidade e do património ambiental

Adiantando que irá visitar a zona ardida quando o fogo terminar, o ministro salientou que "o país está a empregar todo o conhecimento que tem na gestão de circunstâncias muito difíceis".

Recordo como foi dito por um grande especialista da universidade de Coimbra [Miguel Almeida], que estão conjugados todos os fatores críticos

José Luís Carneiro apontou as condições meteorológicas, a seca extrema, a massa floresta que desde 2003/2004 se foi acumulando e "a não existência de acessos ao interior da floresta" como um "contexto de grande complexidade".

Ainda segundo o ministro da Administração Interna, perante este contexto "só mesmo o espírito e a força de cooperação entre todas as forças e serviços, autarcas, comunidades locais, bombeiros, agentes, atores de toda a proteção civil" permite perspetivar que se possa "tão breve quanto possível, encontrar solução para esse incêndio".

Depois, como foi dito também pelo senhor primeiro-ministro, é estudar a forma como o incêndio se iniciou, como se desenvolveu, porque da avaliação deve resultar naturalmente melhoria e uma aprendizagem contínua que é feita e deve ser feita em circunstâncias que serão todas elas muito exigentes e mais complexas no futuro

Além disso, acrescentou, é também necessário fazer um combate "sem tréguas àqueles que são incendiários".

Últimas Notícias
Mais Vistos