Luanda Leaks

Três administradores ligados a Isabel dos Santos saem da NOS

Toby Melville

Paula Oliveira, Jorge Brito Reis e Mário Leite da Silva foram ontem constituídos arguidos em Angola

Os três administradores não executivos da NOS ligados ao Luanda Leaks demitiram-se dos cargos.

Paula Oliveira, Jorge Brito Reis e Mário Leite da Silva, que foram ontem constituídos arguidos em Angola, apresentaram renúncia. Tinham sido os três nomeados pela acionista Isabel dos Santos, que detém, em conjunto com a SONAE, 52,15% por cento do capital da operadora portuguesa.


Estes três administradores iam ser ouvidos na próxima segunda-feira pelo Comité de Ética da empresa e são três figuras centrais no esquema de desvio de dinheiro da Sonangol para uma empresa fachada no Dubai.

"O Dr. Jorge de Brito Pereira, Dr. Mário Filipe Moreira Leite da Silva e Dra. Paula Cristina Neves Oliveira apresentaram hoje, ao Conselho Fiscal, as respetivas renúncias aos cargos de membros não executivos do Conselho de Administração desta sociedade", de acordo com um comunicado da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Veja também: