Qatar 2022

Portugal dorme e treina em pleno deserto do Qatar, ao lado de uma pista de corridas de camelos

Enviados SIC

Loading...

Portugal é uma das únicas três seleções que preferiram ter uma base fora da capital Doha, durante o Mundial de futebol no Qatar.

O hotel e o centro de treinos escolhidos por Fernando Santos ficam já em pleno deserto, mas reúnem todas as condições para receber uma equipa de futebol de alta competição. Está tudo pronto para acolher a seleção nacional na próxima sexta-feira, como puderam testemunhar os enviados da SIC, Luís Marçal e Rafael Homem.

Para chegar à casa portuguesa neste campeonato do mundo é preciso deixar para trás o rebuliço de Doha e percorrer vários quilómetros já em pleno deserto do Qatar. O hotel escolhido pela Federação Portuguesa de Futebol está pronto para receber a seleção nacional na próxima sexta-feira.

Os 26 convocados de Fernando Santos têm à espera muito luxo, repleto de marcas da cultura árabe. Não faltam formas de passar o tempo e descansar o corpo entre treinos e jogos e sempre que o calor o permita e o sol não aperte muito, também há sítio para dar uns passeios ao ar livre.

Na hora de trabalhar, a viagem é curta até ao centro de treinos. São cinco minutos de caminho, no fresquinho do ar condicionado do autocarro oficial que há-de transportar Portugal no Mundial.

A academia do Al Shahaniya, um clube da segunda divisão qatari, fica mesmo ao lado da principal pista de corridas de camelos do país, outro desporto muito popular no Qatar.

Para além do relvado, também a sala de imprensa, a bancada para os jornalistas e os balneários, claro, já estão preparados para o quotidiano de trabalho da seleção e de quem terá por missão relatar ao mundo como Portugal se vai preparar para a oitava participação num mundial da FIFA.


Últimas Notícias
Mais Vistos