Saúde Mental

Um em cada sete jovens entre os 10 e os 19 anos vivem com um distúrbio mental

UNICEF alerta para o impacto negativo e duradouro da pandemia na saúde mental dos mais novos.

A UNICEF apela aos governos para investirem mais dinheiro na preservação do bem-estar mental das crianças e adolescentes.

Num relatório divulgado hoje, o Fundo das Nações Unidas para a Infância alerta para o impacto negativo e duradouro da atual pandemia na saúde mental dos mais novos...

Este problema já existia antes, mas foi agravado com os confinamentos e o fecho das escolas.

Os últimos dados disponíveis revelam que um em cada sete jovens entre os 10 e os 19 anos vivem com um distúrbio mental. O suicídio ainda é uma das principais causas de morte neste grupo etário, diz a autora do relatório, Zeinab Hijazi.

ESPECIAL SAÚDE MENTAL