Operação Marquês

Medina acusa Sócrates de ter corroído o funcionamento da vida democrática

Autarca de Lisboa diz ainda que o antigo primeiro-ministro quebrou os laços de confiança.

Fernando Medina acusa José Sócrates de ter corroído o funcionamento da vida democrática. O socialista e autarca de Lisboa é o primeiro a romper o silêncio no caso judicial que envolve o ex-primeiro-ministro.

No espaço de comentário na TVI, Medina disse esta terça-feira que as suspeitas de recebimentos avultados, sem explicação, quebram os laços de confiança e corroem a vida democrática.

José Sócrates vai a julgamento por branqueamento de capitais, com uma moldura penal que pode chegar aos 12 anos de prisão.

Fernando Medina diz que sendo esta a acusação mais pequena, ainda assim, é de enorme gravidade e sublinha que, "pela primeira vez em julgamento" está um ex-primeiro-ministro por um crime no exercício de funções.

  • 14:54