Vacinar Portugal

Tensão entre UE e Reino Unido. Bruxelas voltou a ameaçar bloquear exportação de vacinas

Ursula von der Leyen acusa o Reino Unido de não enviar vacinas para a União Europeia.

Aumenta a tensão entre o Reino Unido e a União Europeia por causa do fornecimento de vacinas contra a covid-19. Durante o fim de semana, Bruxelas voltou a ameaçar bloquear a exportação de doses produzidas nos países membros. Londres diz que a UE tem de respeitar os compromissos assumidos.

Diz a presidente da Comissão Europeia que o bloco já exportou 41 milhões de doses para 33 países. Só para o Reino Unido foram 10 milhões. Mas das fábricas britânicas, nem uma dose foi para a União Europeia. Ursula von der Leyen ameaça, por isso, bloquear a exportação de vacinas para países com produção própria, mas que não partilham com os 27. A mensagem foi direitinha para Londres.

Para quinta-feira está marcada uma reunião virtual do Conselho Europeu. Em cima da mesa deverá estar possível o bloqueio à exportação de vacinas da AstraZeneca para fora do bloco, a começar pelo Reino Unido. Até lá, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, quer falar com vários líderes europeus por forma a evitar o escalar de tensões.

Enquanto a UE enfrenta dificuldades de fornecimento, o Reino Unido bate recordes de vacinação: no sábado, quase 900 mil pessoas tomaram uma vacina, 52% dos adultos já foi inoculado e quase 30 milhões de doses foram administradas desde dezembro.