Vacinar Portugal

"Estamos esgotados, mas acaba por ser gratificante". O dia a dia dos enfermeiros nos centros de vacinação

Ordem dos Enfermeiros apela à contratação.

Nos centros de vacinação contra a covid-19, os profissionais de saúde admitem que estão exaustos, mas dizem que não é tempo de abrandar. A Ordem dos Enfermeiros já apelou à contratação de mais profissionais.

"Acabamos por vir de manha, o cansaço é extremo, estamos todos completamente esgotados. Mas acaba por ser gratificante", disse uma enfermeira.

São as caras por trás dos números. As mãos que administram vacinas em tempo recorde e que fazem de Portugal o país do mundo com melhor média de vacinação a sete dias.

O dia a dia destes enfermeiros - metade de uma empresa privada, a outra metade de centros de saúde - mudou drasticamente e foi preciso mergulhar a fundo nas novas dinâmicas.

Um trabalho específico e exigente que tem ainda de ser conciliado com os centros de saúde a que pertencem.

De acordo com os últimos números do Governo, há agora 2626 enfermeiros no processo de vacinação.

A ordem já apelou à contratação e a task force afirma que estão a ser abertos concursos, mas para já, ainda não chegaram mais profissionais à maioria dos centros de vacinação.

O desgaste destes profissionais é por isso uma realidade, mas ainda assim, garantem que quando chegam, ainda antes das 8:00 da manhã, para mais um dia de trabalho, só têm um objetivo: vacinar ainda mais do que no dia anterior.