Vacinar Portugal

Investigador pede cautela para a vacinação de jovens entre os 12 e os 15 anos

Diz que é preciso mais dados sobre os efeitos da vacina.

O investigador do Instituto de Medicina Molecular Miguel Castanho pede cautela na vacinação dos jovens entre os 12 e os 15 anos.

Diz que é preciso ter dados mais esclarecedores dos efeitos da vacina contra a covid-19 nas crianças.

"Não creio que seja sensato passar, neste momento, passar já para a vacinação das crianças. Até porque ninguém esclareceu qual é a meta para a vacinação das crianças", afirma.

Veja mais: