Vacinar Portugal

"As férias são importantes, mas mais importante é não dar férias ao vírus"

O apelo do vice-almirante Gouveia e Melo no dia em que arranca o autoagendamento para os jovens dos 12 aos 15 anos.

O autoagendamento está disponível exclusivamente para os jovens dos 12 aos 15 anos a partir desta quinta-feira e até sábado. O coordenador do plano nacional de vacinação contra a covid-19 apelou a todos os jovens que se vacinem, mesmo que isso implique interromper as férias.

O objetivo principal é vacinar estes jovens com as duas doses, para garantir o início do ano letivo em segurança. Os jovens nesta faixa etária devem escolher a data e o local da primeira dose, sendo vacinados nos dois últimos fins de semana de agosto.

Deste universo fazem parte cerca de 400.000 adolescentes, alguns deles já terão alguma imunidade devido ao contacto com o vírus.

Este fim de semana, os jovens de 16 e 17 anos serão vacinados com a primeira dose.

As vacinas contra a covid-19 devem ser administradas nos concelhos de residência. Apesar de muitas famílias estarem de férias neste período, o vice-almirante Gouveia e Melo apela a que todos façam um esforço para cumprir o plano vacinal.

"As férias são importantes, mas mais importante é não dar férias ao vírus".

O coordenador do plano de vacinação contra a covid-19 visitou esta quinta-feira os centros de saúde do Porto e admitiu ter uma preferência pelo autoagendamento, por uma questão de organização. Contudo, garantiu alternativas para os jovens que não se conseguem autoagendar neste período.

"Se o agendamento não chegar, fazemos "Casa Aberta" com senhas, depois se esta não chegar, fazemos "Casa Aberta" desordenada e, por fim, se for preciso, vamos vacinar junto onde estiverem e onde quiserem", sublinha.

O autoagendamento para os maiores de 18 anos só volta a estar aberto no domingo. Os jovens desta faixa etária têm, no entanto, disponível a "Casa Aberta" com senhas para a vacinação de primeiras doses para utentes, que não estejam e que não tenham sido infetados nos últimos seis meses.

Veja também: