Vacinar Portugal

Portugal em "posição privilegiada" na vacinação contra a covid-19

Entrevista SIC Notícias

Investigador principal do Instituto de Medicina Molecular Miguel Prudêncio na SIC Notícias.

O investigador principal do Instituto de Medicina Molecular Miguel Prudêncio considera que Portugal tem uma "posição privilegiada" devido aos números da vacinação contra a covid-19.

"O número em que nos encontramos já está muito próximo do objetivo dos 85% com duas doses da vacina", afirma, acrescentando que os números são "positivos".

Miguel Prudêncio considera que é o "caminho que deve continuar a ser seguido".

O especialista atribui a responsabilidade do sucesso da vacinação à histórica adesão dos portugueses às vacinas, à coordenação do plano de vacinação e ao esforço da comunidade científica.

Sobre o reforço da vacina, Miguel Prudêncio considera que os critérios estão corretos, uma vez que a "perda acontece sobretudo nas faixas etárias mais avanças".

Portugal falha meta de vacinar 85% da população até setembro

Portugal falhou a meta de vacinar 85% da população contra a Covid-19 até ao final do mês de setembro. Neste momento apenas 84% da população portuguesa está totalmente vacinada.

O Norte é a região do país com um maior número de doses administradas. Pelo contrário, o Algarve é a única região que regista um número abaixo dos 80%.

Ainda assim, Portugal continua a ser um dos países do Mundo com o processo de vacinação mais avançado.

Era a referência do Governo para avançar para a última fase do processo de desconfinamento.

Portugal já recebeu mais de 20 milhões de doses de vacinas e já foram administradas mais de 16 milhões. Contas já feitas, isto significa que o país ainda tem armazenadas mais de 4 milhões.